Foto: Brigada Militar/Divulgação

Da redação | Uma equipe da Brigada Militar (BM) que está atuando na Operação Golfinho, foi abordada por um pedestre na noite do último sábado (2). Ele informou que seu celular havia sido furtado e marcava a localização nas proximidades da praia da Atlântida.

Os policiais militares iniciaram as buscas, localizando um veículo com uma mulher no seu interior. No solo, ao lado do carro, foram encontrados dois iPhones; dentro, mais quatro smartphones da Apple e, com a jovem, um celular Samsung já sendo resetado.

Foi dada voz de prisão à criminosa, que informou fazer parte de uma quadrilha especializada em furtos de telefones em grandes eventos pelo Brasil. Depois de conseguirem mais informações sobre a localização dos outros integrantes do grupo, os policiais militares, juntamente com a Polícia Civil de Xangri-lá, entraram em contato com o efetivo do 9°Batalhão de Polícia Militar, em Porto Alegre, que realizou o cerco policial.

Na Avenida Júlio de Castilhos, foram presos mais dois integrantes da quadrilha. Na mala dos indivíduos foram encontrados 52 aparelhos de celulares, 807 reais em dinheiro, 2 dólares, 6 Chips de telefone da Claro, 13 Chips de telefone da vivo, 3 Chips de telefone da Tim, 1 chip de telefone da Oi e um chip de telefone da operadora NFC. Também havia 10 óculos de sol de diversos modelos, um relógio branco marca G-shock, roupas, calçados, maquiagens, máquina de chapinha e algumas bijuterias.

Os três detidos, dois homens e uma mulher, oriundos de Belém do Pará, são todos integrantes de grupo especializado em furtos de celulares. Uma outra mulher, já identificada, e que conseguiu fugir da abordagem em Porto Alegre, está sendo procurada.