Eduardo Leite e Luiz Carlos Busato. Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Foto: Jaime Zanatta/GBC

Da redação | A Prefeitura de Canoas assinou com a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe) na manhã desta quinta-feira (28) o contrato de ampliação do programa Recomeçar. A cerimônia contou com a presença do Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

O programa que existe desde 2010 conta, atualmente, com 80 apenados do regime semiaberto ou que são monitorados pela tornozeleira eletrônica. Agora, o número de vagas aumenta para 180. “Se tivermos recursos, vamos ampliar ainda mais o Recomeçar”, comentou a secretaria municipal de Desenvolvimento Social, Luísa Camargo.

Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Todos os participantes são selecionados pela Susepe. Eles realizam os trabalhos de manutenção de praças e ambientes públicos. “O trabalho deles é muito bom”, afirmou Luísa.

Um dos apenados que participa do Recomeçar e prefere não ser identificado, está preso desde 2014 por assalto à mão armada. Condenado desde 2016 pelo crime, ele está sendo monitorado há seis meses e busca na iniciativa uma chance para recomeçar. “Estou de certa forma retornando ao mercado de trabalho sem ser descriminado”, ressaltou. Após o cumprimento da pena, eles são desligados do projeto.

Durante a cerimônia, o prefeito Luiz Carlos Busato, salientou que também assinou com a Susepe um convênio para a fabricação das roupas de cama do Hospital de Pronto Socorro (HPSC). “Estamos pensando já no ano que vem fazer isso também com o uniforme escolar. A mão de obra deles é muito eficiente e qualificada”, finalizou.