Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Da redação | Foi identificado como Edler Gomes dos Santos de 54 anos, o policial civil que foi morto por um criminoso na manhã desta terça-feira (16), em Montenegro, no Vale do Caí. Ele participava de uma operação contra crimes rurais na localidade de Pesqueiro.

Edler era da Delegacia de Lavagem de Dinheiro do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc). O policial era escrivão formado desde 2010. Além dele, outro policial foi baleado no rosto e encaminhado para hospital da região. Os agentes participavam da ação coordenada pela Polícia Civil em pelo menos 37 cidades do Rio Grande do Sul. Durante o confronto, um criminoso também foi baleado e morreu.  

Por nota, a Polícia Civil se pronunciou sobre o caso.

Confira a nota completa da Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul manifesta seu mais profundo pesar pelo falecimento do escrivão de polícia Edler Gomes dos Santos. 

Edler faleceu nesta manhã, 16 de julho de 2019, durante cumprimento do seu dever como policial e defensor da sociedade, enquanto cumpria ordem judicial durante operação policial em Montenegro. O policial civil foi alvejado com disparo de arma de fogo durante a ação.

Edler, 54 anos, se formou em 2010 e estava lotado na Delegacia de Lavagem de Dinheiro do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc).

A Polícia Civil se solidariza com a dor dos familiares, policiais e amigos, diante desta perda irreparável.

Nadine Farias Anflor
Chefe de Polícia