Foto: Divulgação Susepe

Da redação | A Penitenciária Estadual de Canoas 1 (Pecan 1) passará a contar com o uso de scanner corporal. O objetivo será humanizar a revista em visitantes. O equipamento, que já foi testado na unidade prisional, entrará em operação, oficialmente, na próxima segunda-feira (5), às 14h.

Conforme a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), o scanner, além de substituir a tradicional revista íntima, considerada vexatória, representa um incentivo para aumento de visitantes familiares na Pecan 1. Além disso, permite maior controle de objetos proibidos nas unidades prisionais.

Foto: Susepe/ Divulgação

Conforme o titular da Secretaria da Administração Penitenciária (Seapen), Cesar Faccioli, a implantação deste equipamento atende a uma das metas da Seapen no investimento em tecnologia em prol da segurança.

Para a diretora da Pecan 1, Magda Pires, a primeira e mais importante mudança é que o visitante não terá mais que se despir diante de servidores penitenciários para a revista corporal, o que causava constrangimento.

Na semana anterior, a direção da Pecan 1 reuniu-se com o juiz titular do 1º juizado da 2ª Vara de Execuções Criminais da comarca de Porto Alegre, Alexandre de Souza Costa Pacheco, para ajustar algumas peculiaridades em relação ao funcionamento do scanner corporal. Foram abordados aspectos jurídicos e demais procedimentos de segurança.

“O uso do scanner é um aliado para estimular o aumento de visitantes. A média de entrada era cerca de 170 visitas por dia, fazendo com que a nossa missão de humanização e inclusão social seja efetivamente eficaz”, complentou Magda.

*Com informações divulgadas pela Assessoria de Imprensa da Susepe