FOTO: Jaime Zanatta/GBC

Foto: Jaime Zanatta/GBC

Da redação* | Quem buscou atendimento no Graças na última sexta-feira (9) encontrou uma placa notificando a restrição de serviços médicos na unidade. O motivo foi a superlotação.

Após a reunião interna o diretor do hospital Ricardo Pigatto, explicou que “não há nem houve falta de equipamentos, nem de médicos nem de pessoas para o atendimento. O que ocorreu foi uma medida interna para garantir a demanda suportada pelo hospital, suspendendo parcialmente a entrada de mais pacientes”.

Ricardo ressaltou que “ainda assim houve um esforço no fim de semana por parte dos técnicos, médicos e enfermeiros para dar conta da demanda, mas que a superlotação ainda assim foi maior”.

*Com informações da ABSM