Foto: Polícia Civil/Divulgação

Da redação | A Polícia Civil acabou com a festa de sete traficantes de Canoas. A ação foi realizada pelos agentes da 1ª Delegacia de Polícia com o apoio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

As investigações, que duraram cerca de 30 dias, levaram o setor de inteligência a identificar um local onde os criminosos se reuniam para distribuir drogas. Os sete foram presos em flagrante no local. Na residência, os suspeitos estavam com um revólver calibre 38 municiado, com maconha e cocaína.

Conforme a polícia, o grupo é responsável pelo tráfico de drogas no local que é conhecido como “Elo Perdido” no bairro Rio Branco. Até um dos gerentes da ‘boca’ acabou preso.

Segundo o delegado Thiago Carrijo, que coordenou a ação, a polícia “seguirá investigando todos os responsáveis pela distribuição, armazenamento e oferta de drogas na região metropolitana”. Já o diretor da 2ª DPRM – Regional de Canoas, delegado Mario Souza, esclareceu que “as prisões vinculadas ao tráfico de drogas são de grande importância, pois este tipo de crime é a origem de outros crimes”.