Da redação | Um suspeito de matar e decapitar Lucas Natanael Oliveira da Silva, 18 anos, foi preso nesta terça-feira (12) pela Polícia Civil, em Cidreira, no litoral norte do Rio Grande do Sul. O crime ocorreu em outubro motivado pela disputa do tráfico de drogas.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

Silva estava desaparecido desde o dia 12 do mês passado. O cadáver, decapitado, estava enterrado na faixa de areia na beira da praia de Cidreira. O corpo foi localizado no dia 29, depois que policiais apreenderam uma adolescente, que vendia drogas no bairro Chico Mendes.

Em depoimento, a jovem confessou aos policiais ter conhecimento sobre a localização do corpo de Lucas. Com ela, foram apreendidas porções de maconha, cocaína e crack, além de dinheiro e uma balança de precisão.

Segundo a Polícia Civil, a vítima, integrante de um grupo criminoso, teria divulgado nas redes sociais que vendia drogas em um ponto dominado pela facção rival. Silva teria sido atraído para uma emboscada para ser pego pelos assassinos.

Três homens tiveram a prisão preventiva decretada. O preso foi identificado como Israel Silva da Silva, 23 anos. Os demais seguem foragidos.

Eles responderão por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e associação criminosa. Duas mulheres devem ser indiciadas por atraírem a atenção da vítima para o crime.

A decapitação foi gravada. Nas imagens, o trio aparece “jogando futebol” com a cabeça da vítima.