Foto: Polícia Civil/Divulgação

Dois homens de 21 e 23 anos foram presos pelos agentes da 2ª Delegacia de Polícia de Canoas. Eles são acusados de uma tentativa de latrocínio e velhos conhecidos da polícia no bairro Niterói.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

Conforme a Polícia Civil, eles já vinham sendo investigados há mais de quatro meses por assaltos a pedestres no bairro Niterói. Em alguns dos casos, os dois agiam juntos, abordando as vítimas ao mesmo tempo e ameaçando-as com arma de fogo. No caso mais grave, no início de outubro, um dos suspeitos, de 21 anos, atirou contra o rosto de um jovem que reagiu ao assalto. O homem, que foi socorrido, ficou internado três semanas e precisou de cirurgia para não perder a visão.

Para a delegada Miriam Luciana Elias Thomé, titular da 2ªDP, as prisões são resultado de uma investigação incansável e exitosa realizada pelos agentes, uma vez que, anterior à tentativa de latrocínio, a delegacia já havia representado pela prisão do indivíduo, que foi indeferida pela Justiça. “Não desistimos da prisão e procedemos no sentido de coletar ainda mais provas que robustecessem nosso pedido”, afirma a delegada.

Para o diretor da 2a Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (DPRM), delegado Mario Souza, tirar esses dois criminosos de alta periculosidade das ruas é uma vitória que deve ser celebrada pela sociedade e pela Polícia. “Com certeza, as duas prisões vão prevenir outros roubos e, ainda mais importante, o cometimento de latrocínios, que é a evolução natural desse tipo de crime”, afirma.