Foto: Bombeiros Voluntários de Feliz

Um incêndio de grandes proporções mobilizou os bombeiros nesta quarta-feira de Natal (25), em Feliz, no Vale do Caí. As chamas destruíram um pavilhão da Plastiweber. O fogo iniciou por volta de 18h. Os trabalhos dos bombeiros terminaram por volta das 3h30min desta quinta-feira (26). Ninguém ficou ferido. O sinistro mobilizou bombeiros voluntários de Feliz, São Sebastião do Caí e Bom Princípio. Combatentes de Nova Petrópolis e Caxias do Sul deram apoio às equipes da região. Um verdadeiro teste de resistência, provando a importância dos voluntários em situações adversas, nos locais onde o Estado não tem condições de cobrir diretamente. Esta foi a segunda vez, em pouco mais de um ano, que a Plastiweber sofre com um incêndio de grandes proporções. Na madrugada do dia 16 de dezembro de 2018, um pavilhão da empresa, onde era depositada sucata plástica para reciclagem, também pegou fogo. Na época, ninguém ficou ferido.

Foto: Bombeiros Voluntários de Feliz

Os voluntários de Feliz, em uma rede social, contaram como foi o trabalho árduo de controle das chamas e a satisfação em evitar novos danos e vítimas. “Abandonamos nossas famílias, e fomos às pressas atender quem precisava de nós. O calor, o barulho ensurdecedor do metal se contorcendo sobre nós, o peso do equipamento… O cansaço já tomava conta, foram 10 horas, já havíamos passado de nosso limite físico a muito tempo, mas continuamos. […] Apesar dos pesares, salvamos prédios vizinhos e um condomínio, além de nos preocupar com a segurança dos presentes, nosso presente de natal foi voltar para casa sem ferimentos, graças aos treinamentos recebidos e a gerência de nosso comandante Claudinei Sturmer”, diz trecho de postagem da corporação via Facebook.

Na continuação do texto, o voluntariado local agradeceu ao apoio das guarnições vizinhas, ao Samu que também acompanhou a operação e aos populares que deram conforto e energia aos combatentes. “Para alguns somos heróis, para outros anjos, mas somos apenas Bombeiros, e amamos ajudar o próximo, enquanto ainda tivermos ar nos pulmões e força para ficar em pé, contem conosco, somos o amigo certo nas horas incertas. […] Agradecemos também a todos que trouxeram água e comida para nossos combatentes, isso não somente ajudou fisicamente, mas também psicologicamente, o apoio da população nesta hora é fundamental.”