A Polícia Civil está investigando a venda de dois cães pela internet que acabou na morte de Ronaldo de Assis Xavier. O criador de cachorros de raça e morador de Canoas foi morto a tiros na última segunda-feira (30), no momento em que fazia a entrega de dois filhotes. A esposa dele, uma mulher de 53 anos, também foi atingida no rosto.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

Conforme o delegado Edimar Machado de Souza, que está investigando o caso, o casal tinha saído de Canoas e foram até a Rua Braz Cubas, no bairro Maria Regina, em Alvorada, para entregar dois filhotes da raça Bull Terrier. Toda a negociação foi feita pela internet. Os animais custam entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil.

Ronaldo e a esposa estavam em um Fiat Siena procurando pela numeração da residência que foi indicada pelo suposto comprador. Porém, um criminoso aguardava pelos dois, armado, em uma esquina próximo ao endereço. “Acreditamos que a intenção era mesmo roubar os cães. A vítima tinha combinado a entrega de dois filhotes. Quando chegou lá, um criminoso anunciou o assalto”, afirma o delegado.

Quando percebeu que era um assalto, a vítima tentou retirar a arma do criminoso. Nesse momento, o bandido atirou na direção do casal. Ronaldo foi atingido por dois disparos, no ombro e no peito. A esposa dele, atingida no rosto, foi deixada na rua, ao lado do corpo do marido. A Brigada Militar (BM) chegou ao local e encontrou a mulher ferida e o homem já sem vida. Ela relatou aos policiais o que teria acontecido e em seguida foi encaminhada para atendimento médico.

Linha de investigação

O caso está sendo tratado como latrocínio – roubo seguido de morte – já que o Siena do casal, junto com os cães, foi levado pelo criminoso.

Agora, os policiais buscam por imagens de câmeras de segurança que possam ajudar a identificar o suspeito do crime. O veículo e os cães não foram localizados.