Foto: Elza Fiuza/ Agência Brasil

O recadastramento biométrico é obrigatório para 464 mil eleitores de 22 municípios do Rio Grande do Sul. O prazo para a realização da biometria encerra-se nesta quarta-feira (11). Quem não se apresentar à Justiça Eleitoral durante o período determinado, não poderá votar nas eleições municipais de 2020 e terá o seu título de eleitor cancelado. Para efetuar o procedimento, os cidadãos devem comparecer aos cartórios eleitorais de suas cidades com documento de identificação com foto e comprovante de residência.

Os eleitores das cidades de Camaquã, Canela, Canguçu, Capão da Canoa, Carazinho, Cruz Alta, Dom Pedrito, Esteio, Erechim, Guaíba, Ijuí, Itaqui, Lajeado, Rosário do Sul, Santa Cruz do Sul, Santa Vitória do Palmar, Santiago, Santo Ângelo, São Borja, São Gabriel, Sapiranga e Torres devem realizar a coleta da digital e a atualização de dados no cadastro eleitoral até o final do prazo.

A situação de cada município pode ser consultada por meio da página do TRE-RS. Dentre as cidades listadas, Esteio é a que apresenta o menor percentual de comparecimento, aproximadamente 72% do eleitorado, 48.638 dos 68.084 do número total de eleitores, efetuou o cadastramento biométrico. O município com o maior percentual é Santiago, com 34.082 dos 40.149, valor que representa 85% dos eleitores.

A biometria garante mais segurança na identificação do eleitor durante a votação. Desde 2009, o recadastramento biométrico chegou ao Rio Grande do Sul. Neste período, o processo já foi concluído em 454 cidades.

Outros 21 municípios, inclusive Porto Alegre, só terão seus eleitores convocados obrigatoriamente a partir de 2021. Contudo, já é possível fazer a biometria nessas cidades. Desta forma, evita-se filas e faz-se com que o procedimento seja mais rápido. O atendimento pode ser agendado no site do TRE-RS.