Foto: Jaime Zanatta/GBC

O Comitê Municipal de Enfrentamento da Prefeitura de Canoas tem trabalhado, todos os dias, para monitorar a situação e tomar medidas para evitar a circulação do vírus na cidade. Mesmo sem ter nenhum caso confirmado da doença, até o momento, o grupo tem feito reuniões diárias para discutir as ações a serem implementadas.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

Na última quarta-feira (18), os hospitais de Canoas apresentaram os planos de ação para assistência de saúde e orientação aos pacientes. Referência regional para atendimento de casos confirmados, o Hospital Universitário irá contratar mais profissionais para atuação nas alas onde ficarão internados pacientes confirmados. A recomendação para as pessoas que têm suspeita de infecção é que procurem as UPAs e não hospitais, já que estes locais têm forte circulação de pessoas.  

 O Hospital Universitário, referência regional para tratamento de casos graves confirmados, tem destacado 10 leitos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 20 em internação. Estes locais irão receber pacientes que tenham complicações por conta da infecção com o vírus. O hospital também irá contratar mais profissionais de saúde para atuar nas unidades que irão receber os pacientes. Serão 12 médicos, 4 enfermeiros, 26 técnicos de enfermagem e 5 fisioterapeutas. 

O prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, destaca a importância de a cidade se preparar para o controle do vírus. “Mesmo sem casos confirmados, Canoas já tem atuado para prevenir a circulação do coronavírus. Suspendemos as aulas, recomendamos evitar aglomerações e servidores públicos, com mais de 60 anos e gestantes, estão trabalhando de casa. Por outro lado, os hospitais já estão se preparando para receber os possíveis casos confirmados, organizando as estruturas e preparando os profissionais”, disse.  

Os hospitais de Pronto Socorro e Nossa Senhora das Graças, que não são referências para atendimento de pacientes com a doença, também têm preparado planos de ação, principalmente para orientações dos pacientes sobre os locais que devem ser procurados em caso de suspeita de infecção pelo vírus.  

Realização de exames 

Parte da população procura os serviços de saúde na tentativa de realizar o exame para detecção do coronavírus. No entanto, Canoas, assim como outras cidades do Brasil, segue as orientações para a realização destes testes. Até o momento, a coleta é realizada somente em pacientes que viajaram para o exterior ou pessoas que tiveram contato direto com indivíduos infectados. Casos sejam coletados materiais biológicos de pessoas que não estejam nesse grupo, o Laboratório Central do Estado não realiza o exame. Por isso, os profissionais da saúde precisam seguir as orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual da Saúde. 

Comitê para tratar do coronavírus

O comitê tem a participação da Secretaria Saúde, hospitais, gabinete do prefeito e da vice-prefeita, Câmara de Vereadores, Secretaria da Educação, Secretaria do Desenvolvimento Social, Secretaria de Relações Institucionais e Comunicação, Fundação Municipal de Saúde e Procuradoria-Geral do Município. Dentre as decisões já tomadas pelo comitê está a suspensão das aulas em escolas municipais e as orientações para que escolas particulares, academias, igrejas e outras instituições suspendam as atividades.