Foto: Guarda Municipal de Gramado/Divulgação

Os agentes da Guarda Municipal de Gramado estão fazendo barreiras para orientar os turistas para que não circulem na cidade. Eles estão em dois pontos: um é próximo ao pórtico de saída para Nova Petrópolis, e outro, no inicio da Avenida Borges de Medeiros, quase na esquina com a Rua João Alfredo Schneider.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

A ação está prevista no decreto 73/2020 do Executivo Municipal. Ele tem medidas para o enfrentamento da emergência de saúde pública causada pelo surto de coronavírus.

Entre as medidas, estão a suspensão por prazo indeterminado de todas as atividades econômicas, sociais e turísticas consideradas não essenciais, como salões de beleza, barbearias, comércio em geral, bares e restaurantes, aulas particulares e profissionais liberais, bancos, parques, hotéis, pousadas, estabelecimentos de hospedagem transitória, assim como os na modalidade de aluguel de temporada.

As exceções ficam por conta de serviços que atendem à população em suas necessidades básicas, tais como supermercados, farmácias, postos de combustíveis, serviços de água e gás e serviços funerários. Os consultórios e/ou clínicas odontológicos somente podem atender em casos de urgência. Em relação aos restaurantes e afins, pode ser ofertado o serviço de tele-entrega.

Fiscalização reforçada

A Procuradoria-Geral orientou, deste modo, os fiscais vinculados à prefeitura, para que fechem aqueles empreendimentos que ainda estiverem atendendo ao público. De acordo com a Secretaria da Fazenda, caso haja algum estabelecimento em atividade, os fiscais orientarão os proprietários a suspenderem o serviço imediatamente. Caso a determinação não seja cumprida, haverá a cassação do alvará e aplicação de uma multa no valor de R$ 2,2 mil – conforme assegura o artigo 18 do Código de Posturas de Gramado.

O Decreto 73/2020 proíbe novas reservas em estabelecimentos de hospedagem transitória, hotéis, pousadas, motéis, locações por temporada, entre outros. As já efetuadas até a edição do documento permanecem até o seu final.

Também está proibido o ingresso de veículos de turismo na cidade de Gramado, como ônibus, micro-ônibus, vans, táxis, veículos de aluguel ou de transporte individual por aplicativo. A exceção é para aqueles que o fizerem com prova documental, que demonstre a necessidade de acesso.