Foto: Polícia Civil/Divulgação

Agentes da Delegacia de Polícia de Nova Santa Rita, coordenados pelo delegado Mario Souza, prenderam em flagrante dois indivíduos, sendo um por posse irregular de arma de fogo de uso permitido e outro por posse irregular de arma de fogo de uso proibido.

No final de 2019, a vítima realizou registro de ocorrência de lesão corporal, alegando que sua sogra teria batido com um pedaço de taquara na neta de 11 anos. Ao defender a filha, a mulher de 29 também foi agredida.

A prisão se deu no cumprimento de mandado de busca e apreensão, expedido pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Canoas, após a suspeita de 59 anos ter agredido fisicamente e verbalmente a neta de 11 de anos, alem de tê-la ameaçado de morte.

Durante as buscas na residência, foram apreendidas duas espingardas, sendo que uma estava sem numeração. Ainda, foram apreendidos 22 cartuchos e 02 estojos calibre 20.

O delegado Mario Souza, diretor da 2ª Delegacia de Polícia Metropolitana (2ª DPRM), que responde por Nova Santa Rita, afirma que “a Polícia Civil de Nova Santa Rita procura dar grande atenção aos crimes que envolvam arma de fogo, especialmente naqueles em as vítimas e acusados são familiares, com o objetivo de evitar que alguma situação mais grave aconteça”.