Cachoeirinha vai começar, nos próximos 15 dias, a testagem de pessoas com sintomas gripais mais leves. Até agora, somente pacientes com síndromes respiratórias mais graves estavam sendo testados.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Dyego Matielo, estima-se uma subnotificação em torno de 12 a 15 vezes, justamente porque não é feita uma testagem maior da população: “por isso estamos pedindo que a população utilize máscara e faça o distanciamento social, porque não sabemos quem tem vírus e quem não tem. Muitos são assintomáticos, mas podem fazer a transmissão”.

A Prefeitura adquiriu 300 testes estimando a quantidade pela projeção de casos de síndrome gripal. “Neste primeiro momento, estes serão testados e vamos analisando a necessidade de ampliação e de capacidade do laboratório em nos fornecer mais testes. Este tipo de testagem precoce, ou seja, antes do agravamento do quadro, foi observada na Coreia do Sul, onde o resultado foi bem sucedido”, afirmou Dyego.

O prefeito Miki Breier ressalta ainda que o objetivo desta testagem é avaliar a situação de Cachoeirinha com maior clareza: “Não queremos que o número de casos aumente, mas queremos que eles apareçam. Não adianta estarmos subnotificados e as pessoas com vírus circulando normalmente”.

O teste que será aplicado é o PCR, em que a amostra, retirada com um cotonete da boca ou nariz do paciente, é feita em laboratório, e que permite o diagnóstico antes da incubação da doença. O resultado leva algumas horas. Ele é diferente do teste rápido, em que uma amostra de sangue é retirada da ponta do dedo do paciente e colocada em uma máquina, que dá o resultado em 10 a 30 minutos. Porém, esta testagem só mostra quem já tem anticorpos para o Covid-19.

Em caso de sintomas, baixe o aplicativo disponível no link http://cachoeirinha-rs.coronavirus.tmp.br/