Foto: Reprodução

Manifestações neste domingo (19) pedem intervenção militar para o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF). Em Porto Alegre, cerca de 200 pessoas se aglomeraram em frente ao Comando Militar do Sul, no Centro Histórico. Em São Leopoldo, no Vale do Sinos, o protesto reuniu em torno de 100 pessoas em frente ao quartel do 19º Batalhão de Infantaria Motorizado (19º BIMtz).

Na Capital gaúcha, os manifestantes pediram a prisão de ministros do STF, presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre. Uma boa parte dos envolvidos no ato não utilizava máscara de proteção individual e desrespeitava as orientações dos órgãos de saúde para evitar aglomeração.

Houve confusão quando um grupo foi agredido a socos e chutes. Uma mulher havia protestado nua contra o presidente Jair Bolsonaro, em cima de um muro da Igreja Nossa Senhora das Dores.

Em São Leopoldo, de forma pacífica, os manifestantes, boa parte usando máscaras, protestaram pedindo aos militares o fechamento do Congresso e do STF.