Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (23) a Operação Rigor, em Canoas. O objetivo era reprimir a prática de tráfico de drogas no bairro Rio Branco. Os agentes da 3ª Delegacia de Polícia cumpriram sete ordens judiciais. Foram quatro mandados de busca e apreensão e três de prisão.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

Os alvos da operação são três traficantes suspeitos de gerenciar a venda de drogas nas ruas 25 de março, Lima da Costa e Avenida Engenheiro Irineu Carvalho Braga. Eles foram investigados por três meses. Diligências no bairro flagraram uma intensa movimentação do tráfico na região.

Porém, o período de isolamento social – decretado em 20 de março pela Prefeitura – entrou na investigação. Com isso, o delegado Rodrigo Caldas, percebeu que com menos pessoas nas ruas, os traficantes tiveram ideias para que os entorpecentes chegassem até os consumidores. Uma delas foi a tele-entrega. “Tem um monte de motocicletas fazendo esse serviço. Como a prática de delivery virou comum, elas acabam passando batido”, relata. “Eles estão botando força total nessa modalidade”, afirmou o diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM), delegado regional Mário Souza.

Até o momento, dois alvos já foram presos. Foram apreendidas porções de cocaína e maconha, câmeras de vídeomonitoramento e documentos. “Essa operação policial é apenas a ponta do iceberg no combate incessante ao tráfico de drogas no município”, ressaltou Caldas.

Já o delegado Mário Souza, destacou que “foi uma atuação cirúrgica para a desarticulação da venda das drogas, sendo que os criminosos foram observados pelos policiais civis possivelmente em atividade de tráfico.”