Durante reunião virtual com empresários na manhã de quinta-feira (23), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), propôs a alteração da data do Dia das Mães de maio para o mês de agosto. Segundo ele, o adiamento seria apropriado para impulsionar o comércio, que ainda está fechado por causa da pandemia do coronavírus, e para que mães e avós possam comemorar com suas famílias.

O encontro virtual foi com o Comitê Empresarial Econômico, que reúne 328 empresários. Comerciantes de São Paulo pediram a reabertura do comércio no Estado a partir do dia 1º de maio, para aproveitar as vendas do Dia das Mães. A data é a segunda de maior faturamento do setor no ano, atrás apenas do Natal.

O pedido foi feito em nota assinada pela Federação das Associações Comerciais do Estado São Paulo (Facesp) e pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), lançada na quarta-feira (22).

Doria anunciou os primeiros detalhes do Plano São Paulo, o processo de saída da quarentena. O Estado fará o acompanhamento da disseminação, comparando cenários possíveis da evolução do coronavírus, e os protocolos serão definidos dependendo da situação de cada região do Estado e cada setor da economia.