Contêiner de lixo onde corpo foi abandonado. Foto: Jaime Zanatta/GBC

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) investiga mais um caso de abandono de recém-nascido em Canoas. Na tarde desta quarta-feira (6), corpo de uma menina foi achado em um contêiner de lixo na rua Dr. Barcelos, no Centro da cidade. A criança foi encontrada por um papeleiro, que pediu ajuda em um estabelecimento nas proximidades.

A Polícia Civil começou a ouvir os moradores dos arredores e imagens de câmeras de segurança poderão ser utilizadas para investigar quem abandonou a vítima, que estava com o cordão umbilical e um pedaço de algodão na boca. Os investigadores querem saber quem são os pais da menina.

Trata-se do terceiro caso de encontro de recém-nascido em 2020 na cidade. Conforme mostrou Agência GBC, em janeiro, um bebê foi encontrado morto em uma lixeira da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas da Av. Boqueirão.

Na ocasião, a mãe, uma adolescente de 15 anos, colocou a criança no compartimento. Ela foi até a UPA depois de se queixar de fortes dores abdominais e sangramento. Aos médicos, ela disse que não estava grávida.

Em abril, um bebê foi achado em uma parada de ônibus, na Av. Santos Ferreira, no bairro Estância Velha. A criança, que sobreviveu, foi encaminhada ao Hospital Universitário (HU). Desde o fato, diversas pessoas relataram o desejo de adotar o bebê.