Foto: Prefeitura de São Leopoldo/ Divulgação

Uma clínica estética de São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, foi interditada por tempo indeterminado, na tarde de terça-feira (19), após a confirmação de que três profissionais estão com coronavírus. As mulheres de 29, 25 e 22 anos estão em isolamento domiciliar.

Segundo a Prefeitura de São Leopoldo, a interdição foi realizada em uma ação da força-tarefa da Prefeitura de São Leopoldo que reúne a Secretaria de Saúde (Semsad), Vigilância em Saúde, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turístico e Tecnológico (Sedettec) e Guarda Civil Municipal.

Conforme o diretor do Centro de Vigilância em Saúde, Maurício Prass, a clínica não comunicou os casos positivos conforme determina o decreto. “A identificação foi possível graças ao trabalho árduo que a equipe da Vigilância Epidemiológica vem realizando com o acompanhamento dos casos positivos e a rastreabilidade entre eles”, afirma.

A ação também constatou que o estabelecimento não possuía Alvará Sanitário de funcionamento. Confirme a prefeitura, o proprietário deverá providenciar o documento para a reabertura do local junto com os demais protocolos de higiene.

Pelo decreto 9.560, do município, todas os estabelecimentos, empresas, indústrias ou prestadoras de serviços deverão comunicar à Secretaria de Saúde os casos positivos entre os colaboradores.

Pela norma, com a identificação do surto de coronavírus no local de trabalho, só poderão retomar às atividades após o fornecimento da lista atualizada dos trabalhadores, testagem de todos e apresentação do plano de contingência, com a sanitização por empresa especializada.

Além disso, os locais só poderão retomar as atividades com os colaboradores que testarem negativo, ou os positivos já recuperados.

A confirmação do surto, conforme a normativa, é quando se tem a relação entre si de dois ou mais casos positivos de Covid-19 no mesmo local de trabalho.