Foto: Susepe/Divulgação

A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) informou nesta quinta-feira (25) que vai liberar 116 detentos do regime semiaberto do Instituto Penal de São Leopoldo a partir de sexta (26). A prefeitura realizou 81 testes e confirmou que 41 apenados estavam infectados pela Covid-19.

A medida atende uma determinação judicial. Para evitar uma maior contaminação, os juízes Carlos Noschang Júnior e Roberta de Oliveira, da Vara de Execuções Criminais de Novo Hamburgo, decidiram pela interdição da casa prisional por 15 dias a partir da última quarta-feira (24).

Os juízes da VEC determinaram que os presos fiquem em casa e que retornem dia 9 de julho, podendo se afastar das residências apenas para tratamento médico, caso seja necessário. O objetivo é que os apenados cumpram prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica durante 15 dias. A Susepe acatou a decisão, apesar de considerar que não existe ainda um surto porque houve apenas testes rápidos por parte da prefeitura e entendendo que seria necessário fazer o PCR também, que é o exame que detecta o coronavírus. Por isso, os detentos sairão a partir desta sexta-feira em grupos de 30 até fechar 116 pessoas. Primeiro sairão os infectados e depois os que pertencem ao grupo de risco.