Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um servidor público da Prefeitura de Canoas foi preso na última quinta-feira (25) por tráfico de drogas, no bairro Estância Velha. Os agentes do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) tinham um mandado de busca e apreensão para ser cumprido na residência de Leonardo Salamon de 28 anos.

No local, conforme a Polícia Civil, foram encontradas 20 gramas e mais 100 comprimidos de ecstasy, balança de precisão, três cadernos com anotações, duas máquinas de cartão de crédito, um veículo I30 e mais de R$ 4 mil.

Salamon tinha o cargo de diretor de transportes na Secretaria Municipal de Trânsito e Mobilidade Urbana (SMTM). A reportagem de Agência GBC tenta contato com a defesa de Leonardo, mas ainda não obteve retorno.

Exonerado

Assim que soube da prisão, o prefeito de Canoas Luiz Carlos Busato (PTB), exonerou o funcionário. Ele estava no cargo desde março. 

A Prefeitura de Canoas também se manifestou oficialmente sobre o ocorrido. Em nota, o Executivo Municipal reiterou que ele esteve no cargo por menos de três meses e que, nesse período, não apresentou descuido em suas funções. Além disso, também ressaltou que “esse fato isolado não reflete o comportamento dos servidores municipais e não irá prejudicr o trabalho sério da atual gestão na área da segurança pública”, diz o texto.

Confira a nota na íntegra:

“Assim que soube da ocorrência envolvendo o então diretor, a Prefeitura de Canoas o exonerou imediatamente do cargo, ainda nesta quinta-feira. Ele ocupou o posto por menos de três meses, não apresentando descuido em suas funções até então.

A Prefeitura de Canoas repudia tal conduta e irá colaborar com as investigações, se necessário. Esse fato isolado não reflete o comportamento dos servidores municipais e não irá prejudicar o trabalho sério da atual gestão na área da segurança pública.

A Prefeitura seguirá combatendo o crime ao lado das demais autoridades e instituições, num trabalho integrado que vem diminuindo todos os índices de criminalidade de Canoas desde 2017.”