Foto: Jaime Zanatta/GBC

O sábado (27) foi de pouco movimento no Centro de Canoas. A reportagem de Agência GBC acompanhou o fluxo de pessoas no bairro até às 14h. Pouca gente circulou e grande parte do comércio se manteve fechado, como manda uma das determinações da bandeira vermelha.

No calçadão e na 15 de janeiro apenas farmácias e lojas relacionadas ao segmento alimentício abriram as portas. No restante, as lojas do comércio que não é considerado essencial abriram as portas apenas para recebimento de pagamentos – o que é permitido pelo município.

Regras da bandeira vermelha

Segundo a prefeitura de Canoas, apenas o comércio de serviços essenciais podem estar abertos, mantendo 50% dos trabalhadores. O restante deve fechar.

Os restaurantes e lancherias podem atender apenas em sistemas de tele-entrega, drive-thru e pegue e leve. Já nos shoppings, fica permitido o acesso apenas a serviços essenciais como farmácias, lavanderias e supermercados. Todos esses estabelecimentos podem operar com apenas 25% dos funcionários.

Cultos e missas estão liberados, mas respeitando o máximo de 30 pessoas. As academias, barbeiros e cabelereiros, podem funcionar com atendimento individualizado.