Foto: Jaime Zanatta/GBC

No inicio da semana a reportagem de Agência GBC destacou que o prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, não descartava medidas mais restritivas para conter o avanço do coronavírus no município. Alterações nos decretos já emitidos pelo Executivo Municipal serão discutidas e avaliadas pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus. “Tudo com responsabilidade e diálogo com todos”, afirma.

Na última segunda-feira (6), por exemplo, ele se reuniu com equipes técnicas para monitorar o avanço do vírus. Em entrevista a coluna de Rosane de Oliveira de GaúchaZH, ele disse que Canoas poderia aderir de forma espontânea a bandeira preta. “Estamos avaliando fazer como Rio Grande fez, porque senão ficaremos indefinidamente nesse meio termo e isso acaba prejudicando ainda mais o comércio. A ideia seria fazer esse fechamento geral por alguns dias para depois retomar a normalidade aos poucos”, contou Busato ao jornalista Paulo Edígio.

Um dos objetivos desta ação seria reduzir o rápido contágio da população. Questionada, a Prefeitura de Canoas encaminhou a seguinte nota:

Na verdade, essa foi uma opinião externada pelo prefeito à colunista. Mas o que ele disse foi que havia essa possibilidade, que isso estava no radar, mas não há ainda elementos concretos para discutir publicamente este assunto.

Qualquer matéria ou declaração da prefeitura, neste momento, sobre o assunto, será prematura.