Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Referência para mais de 150 municípios em oncologia e traumatologia, o Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), de Canoas, anunciou nesta segunda-feira (03) a paralisação dos atendimentos, inclusive de emergência. A informação pegou muita gente de surpresa, pois a casa de saúde, recentemente, incorporou mais 10 leitos de UTI para uso pelo SUS – o que foi possível com a entrega de novos respiradores –, reforçando o cuidado de casos mais complexos de coronavírus.

Em nota, assinada pela diretora do corpo clínico, Renata Rockenbach, o HNSG não tem condições mínimas de continuar em funcionamento. “Faltam insumos básicos, dentre eles seringas, gazes, látex de aspiração e todo e qualquer tipo de analgésico”, informa a instituição.

Além disso, o Gracinha comunica que há atrasos no pagamento de honorários e salários. “As equipes que prestam serviços ao hospital, sem receber honorários básicos desde maio de 2020 e também sem receber parcelas do acordo de um ano de atraso salarial, se nega a continuar nessas condições sem recebimento de um mínimo e também sem as condições mínimas”, finaliza.

Procurada por Agência GBC, a diretora Renata Rockenbach não retornou aos contatos feitos pela reportagem. A Prefeitura de Canoas ainda não foi informada do ato pelo hospital. A reportagem ainda aguarda detalhes sobre o futuro dos atendimentos e da manutenção dos leitos de UTI adaptados para uso pelo SUS.