Foto: Polícia Civil/Divulgação

Uma mãe deixou uma carta na 1ª Delegacia de Polícia de Canoas pedindo ajuda. Desesperada, ela contou que o filho estava usando esteróides anabolizantes adquiridos em uma academia.

A partir da denúncia, os policiais deflagraram a Operação Missiva que é resultado de uma investigação feita em cima do tráfico de drogas durante 30 dias. Eles desarticularam um esquema de distribuição de drogas em academias.

O principal alvo era proprietário de uma academia. Os investigadores acompanharam a rotina dele e confirmaram que ele vendia os produtos ilícitos. No estabelecimento, os policiais encontraram dezenas de comprimidos, diversas ampolas e frascos de esteróides anabolizantes importados e proibidos para a comercialização, segundo a Anvisa. Uma Pajero, uma pistola 9mm e R$ 12 mil também foram apreendidos.

Titular da 1ª DP, o delegado Rafael Pereira ressaltou que a “ação é de grande relevância vez que a investigação aponta que o suspeito vendia anabolizantes de maneira habitual, mesmo sendo educador físico, inclusive para adolescentes.” Ele também reforçou que as investigações continuam para apurar se a venda não ocorre em outros locais.

Já o diretor da 2ª DPRM, delegado Regional Mário Souza, destacou que “sem a ajuda da comunidade fatos graves como esse por vezes não chegam ao conhecimento da polícia.”