Foto: GBC

O governador do Estado, Eduardo Leite, inaugurou no final da manhã desta sexta-feira (28) a Penitenciária Estadual de Sapucaia do Sul. O complexo prisional está pronto desde novembro de 2019 e foi orçado em R$ 44 milhões. A obra do presídio foi feita por meio de uma permuta pela Verdi Sistemas Construtivos.

Com vaga para 600 presos, inicialmente,
o local será utilizado como Centro de Triagem para testes dos presos e isolamento dos detentos contaminados pelo coronavírus. “Certamente, esse é um dos melhores e maiores centros de triagem para presos do país. Para cá, virão detentos do Vale do Sinos, Região Metropolitana e Porto Alegre”, comentou o secretário César Faciolli da pasta de Administração Penitenciária (SEAPEN).

Durante a solenidade, Leite destacou que sua gestão é marcada pela evolução. “Esse presídio começou a ser construído na gestão anterior e, por justiça, convidei o ex-governador Sartori para inauguração. Ele não pode estar aqui por integrar o grupo de risco. Tradicionalmente, uma nova gestão não dá sequência aos projetos dos governos anteriores, mas nós estamos dando essa evolução.”

Além do presídio, o governador também entregou fuzis e um ônibus para o Grupo de Ações Especiais (Gaes).

Reforma tributária
Durante a rápida entrevista coletiva que concedeu à imprensa, Leite falou sobre a importância da reforma tributária que está pra ser votada na Assembleia Legislativa. “O estado não pode sofrer um colapso nos serviços públicos”, afirmou.

Ele ainda ressaltou que precisa da aprovação do projeto para nomear mais servidores para a segurança. “Todo cronograma de novos servidores, depende da aprovação da reforma tributária. Se ela não passar, será difícil pagar os atuais quanto mais, chamar novos. 2021 deve ter mais mil novos servidores, desde que o estado tenha recursos. Estamos antecipando as nomeações para evitar a precarização do serviço prestado.”