Foto: Google Maps/Reprodução

Cerca de 280 funcionários da Siemens vão perder o emprego nos próximos dias em Canoas. A informação é do Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas.

A multinacional informou que vai fechar a fábrica da Iriel, na Avenida do Nazário. A informação foi divulgada na última terça-feira (8).

Empresa de materiais elétricos, a Iriel foi inaugurada em 1964 como Industria Riograndense de Interruptores Elétricos Ltda. Em 2004, passou a integrar o grupo Siemens. Três anos depois, o parque fabril de Canoas teve uma ampliação de 50%.

Sobre o fechamento a empresa emitiu uma nota confirmando o encerramento das atividades e que todos os diretos dos funcionários serão respeitados:

“Em iniciativa alinhada à estratégia global da companhia e à reorganização de suas atividades, a Siemens confirma o encerramento das atividades fabris de interruptores e tomadas exercidas pela Iriel Indústria e Comércio de Sistemas Elétricos Ltda., em Canoas (RS).

Com relação aos cerca de 250 funcionários afetados, a empresa garante que todos os direitos estabelecidos em lei serão respeitados.”

O maquinário da Iriel foi comprado pela Soprano que tem sede em Caxias do Sul. Também foi comprada a licença para o uso da marca por um tempo determinado. Com isso, a Soprano atenderá clientes da Iriel.