Foto: Jaime Zanatta/GBC

A Metroplan informou para a reportagem de Agência GBC nesta quarta-feira (30) que está verificando a possibilidade de postergar o reajuste das tarifas da Vicasa e de outras empresas que operam linhas Metropolitanas. O acréscimo, aprovado pela Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs), deveria começar a vigorar na próxima quinta-feira (1°).

Segundo a Metroplan, a justificativa é o pelo fato da lenta retomada da demanda, que chegou nesta semana ao patamar de 52% em relação ao período antes da Pandemia, em que pese os sinais de recuperação econômica. A iniciativa foi feita em consentimento com as empresas. “É importante destacar também que a referida postergação não terá reflexo de aumento da tarifa”, diz a nota.

O reajuste deverá ocorrer até novembro.

Conforme calculo obtido pela reportagem de Agência GBC, a tarifa entre Canoas e Porto Alegre, na modalidade comum da Vicasa, passaria dos atuais R$ 5,70 para R$ 5,85. O semi-direto deverá passar de R$ 8,50 para R$ 8,75 (valor arredondado) e os executivos entre Porto Alegre e Canoas poderá custar de R$ 10,30. Atualmente, os usuários desembolsam R$ 10,05 pelo trajeto.