Foto: Jaime Zanatta/GBC

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (1°) a Operação Furem Capere. O objetivo era prender criminosos que são responsáveis por, pelo menos, 60 assaltos nos bairros Nossa Senhora das Graças e Niterói.

Foram cumpridas oito ordens judiciais de prisão temporária e sete mandados de busca e apreensão. Além de Canoas, os policiais foram para Alvorada, Porto Alegre e Novo Hamburgo.

A investigação que durou sete meses foi coordenada pela delegada Miriam Thomé, titular da 2ª Delegacia de Polícia. Ela pontuou que os criminosos agiam com grande violência. “São criminosos violentos que praticam os crimes sob grave ameaça.” Das 60 ocorrências, as vítimas de 12 delas já reconheceram os criminosos. Eles assaltavam pedestres, motoristas e até estabelecimentos comerciais.

“O combate aos crimes patrimoniais é de extrema importância, uma vez que os criminosos agem muitas vezes com violência e emprego de arma de fogo, além de causar prejuízo patrimonial às vítimas”, ressaltou a delegada Miriam. Já o delegado regional Mário Souza, diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, afirmou que com essa ação “fica mais uma vez exposto que o crime não tem fronteiras visto que os criminosos se movem nas cidades da região metropolitana e capital em busca das vítimas.”

A operação foi batizada em latim que, no português, significa “capturar ladrões”.