Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil divulgou imagens, na última segunda-feira (26), que mostram o cativeiro onde a médica Tamires Gemelli Silva Mignogni ficou durante cinco dias. Tamires foi sequestrada no dia 16, em Erechim, por um casal, enquanto saia do posto de saúde onde trabalhava. Ela foi libertada na última quarta-feira (21), em Cantagalo, Paraná.

Um policial fez as gravações que mostram que a médica ficava em um colchão no chão em um corredor. De acordo com a polícia, as portas do corredor ficavam trancadas e Tamires só tinha acesso ao banheiro.