A Polícia Civil está investigando os suspeitos que estão ameaçando as testemunhas envolvidas no caso do homem, 34 anos, que matou a socos o pai, 70 anos, no bairro Mathias Velho, Canoas.

Segundo a polícia, os suspeitos estão ameaçando as testemunhas para que elas mudem sua versão em seus depoimentos. A pena para esse tipo de coação é reclusão, de um a quatro anos, e multa, além da pena correspondente à violência.

Conforme a investigação, os dois discutiram após uma confraternização de família. O preso agrediu o idoso com socos na cabeça. A vítima caiu no chão e foi levado para o Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC). Mesmo socorrido, ele não resistiu aos ferimentos e acabou vindo a óbito.

O preso já tinha antecedentes criminais por tentativa de homicídio. Ele tentou matar o próprio irmão.