Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

O Governo de Santa Catarina pediu ajuda para a Brigada Militar nesta terça-feira (1°). O objetivo é deter os criminosos que atacaram bancos em Criciúma e fizeram reféns durante a madrugada. Tanto tropas do Batalhão de Operações Policiais Especiais quanto do Batalhão de Choque se deslocaram para o entorno da divisa com o Estado vizinho.

O policiamento está reforçado na divisa entre os dois estados. O objetivo é evitar que a quadrilha entre no Estado. 

Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Batalhão de Operações Policiais Especiais de Santa Catarina estão envolvidos na operação para capturar os bandidos. Eles conseguiram fugir de Criciúma em comboio – eram cerca de 10 carros. Em vídeos que circulam nas redes sociais, os veículos aparecem percorrendo ruas de Criciúma um atrás do outro.

De acordo com a Polícia Militar de Santa Catarina, os criminosos, depois de fugirem, se deslocavam pela região ao redor de Criciúma. Houve a suspeita de estarem se dirigindo para o sul de Santa Catarina.