Foto: Triunfo Concepa/Reprodução

A CCR ViaSul, concessionária que administra a Freeway, iniciou a Operação Verão 2020/2021, nesta sexta-feira (18). As ações promovidas pela empresa serão vigentes até o dia 1º de março.

Prevendo o aumento do fluxo de veículos nas rodovias federais devido aos deslocamentos para o veraneio, festas de fim de ano e Carnaval, a Polícia Rodoviária Federal se articula com outros órgãos de segurança e trânsito das esferas municipal, estadual e federal para reforçar de forma qualificada o policiamento e a fiscalização.

Operações integradas com outros órgãos, utilizarão helicópteros, drones, motocicletas e tecnologia da informação farão parte da rotina durante o período.

A operação terá dois focos distintos, mas integrados:

O trânsito, com atividades de fiscalização, prevenção de acidentes e educação, além de capitanear ações nas áreas de saúde e infraestrutura. A fiscalização de trânsito será reforçada nos locais e horários com maior índice de acidentalidade e criminalidade, coibindo, principalmente, as infrações como ultrapassagens indevidas e direção sob efeito de álcool, que são as que mais contribuem para a ocorrência de graves acidentes.

O combate ao crime, com foco na promoção da sensação de segurança dos usuários das rodovias e no enfrentamento às organizações criminosas, com presença ostensiva dos policiais e com ações baseadas em informações de inteligência.

Entre as ações desenvolvidas neste período pela concessionária está a liberação do acostamento como faixa adicional de tráfego nos dois sentidos da rodovia, com o objetivo de auxiliar o trânsito nos pontos onde o movimento é mais intenso.

A Polícia Rodoviária Federal será a responsável pela liberação, quando achar necessário, e começa no quilômetro 75, localizado em Gravataí, ao quilômetro 26, localizado em Santo Antônio da Patrulha, sentido Capital/Litoral. Já no sentido contrário, a liberação será entre os quilômetros 1,5, localizado em Osório, e 75, localizado em Gravataí.

Outra ação da Concessionária é a Operação Papa Fila, na qual os motoristas podem pagar antes as tarifas dos pedágios enquanto esperam nas filas das cabines. Os funcionários do pedágio vão até o motorista e, depois de receber o pagamento da tarifa, entrega ao condutor um recibo identificado como “Papa Fila”, que deverá ser entregue na cabine para liberar a cancela e seguir viagem.