Mãe e filha foram detidas por maus-tratos na última sexta-feira (1°) em Cidreira, no Litoral Norte. Elas deixaram os filhos amarrados em cadeiras de praia na beira do mar.

Conforme a Brigada Militar (BM), a situação foi denunciada por banhistas. As duas falaram para os policiais, que amarraram as crianças para conseguirem tomar banho e fazer compras no centro da cidade. “É uma situação inusitada, para não dizer outra coisa”, disse o coronel Marcel Vieira Nery, do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Litoral (CRPO Litoral).

As idades das crianças não foram divulgadas pela corporação. As vítimas, segundo os policiais, teriam permanecido nessa situação por cerca de uma hora.

O coronel relatou que a corda usada para prender as crianças é semelhante às utilizadas em varais. As duas mães foram levadas para registro da ocorrência na Polícia Civil e, depois, liberadas. O Conselho Tutelar de Cidreira foi acionado e constatou que a família é de Viamão. Conforme a BM, as duas crianças serão entregues ao Conselho Tutelar do município da Região Metropolitana.