Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

O Governo do Estado entregou na manhã desta quarta-feira (20) 53 viaturas semiblindadas para a Brigada Militar (BM). Elas são as primeiras, na história, a terem proteção balística adquiridas pelo Palácio Piratini e que foram destinadas à corporação.

Canoas, Cachoeirinha, Esteio e Sapucaia do Sul ganharam, cada cidade, três viaturas. Elas serão utilizadas no policiamento ostensivo. Assim que chegarem aos municípios, entre o fim da tarde e inicio da noite, elas já estarão a disposição do efetivo.

Eduardo Leite participou da cerimônia. Para ele, o investimento faz parte da redução da criminalidade no Estado. Além disso, ele também citou que novos servidores estão sendo incorporados na Secretaria de Segurança Pública (SSP). “Nestratégia envolve efetivo, viaturas, tecnologia e toda uma estratégia de governança que tem permitido essa forte redução dos indicadores de criminalidade no RS, deixando claro que o nosso Estado não tolera o crime. Enfrenta e vence o crime. Os números falam por si”, afirmou o governador.

Resistência quatro vezes maior do que a do aço
A tecnologia de blindagem nas camionetas da BM é a mesma instalada nas Dusters já entregues à Polícia Civil. Utiliza na carroceria dos carros mantas com nove camadas do tecido de fibra de aramida, mais leve do que o aço e com capacidade de resistência quatro vezes maior. A proteção instalada é do nível III-A, que suporta disparos de todos os tipos de arma de mão, como pistola .40 e 9mm.

O sistema de aplicação utiliza somente peças inteiras de manta, moldadas exatamente de acordo com a área a ser coberta. O mesmo é feito nas partes que recebem reforço em aço, com peças estampadas no formato idêntico ao do desenho de projeto das montadoras, o que facilita a instalação e qualifica o nível de proteção ao eliminar a necessidade de emendas.

Nos vidros, a blindagem é composta pela sobreposição de materiais para assegurar a resistência balística padrão: são três camadas de vidro, intercaladas com uma de aço, duas de película plástica PVB (polivinil butiral), além de selante de poliuretano (PU) e uma última de plástico policarbonato.

Para cada uma das unidades adaptadas, é emitido um certificado de blindagem do Exército, vinculado ao chassi do carro, garantindo a rastreabilidade do material de uso restrito.

Além das viaturas, o governo também entregou quatro ambulâncias de resgate para o Corpo de Bombeiros.