Foto: Divulgação

Um grupo de ex-funcionários da empresa Sogal está realizando na tarde desta quarta-feira (3) um protesto em frente à companhia, em Canoas. O grupo está protestando devido ao atraso dos pagamentos das verbas rescisórias. Devido ao protesto, os ônibus da Sogal não estavam saindo das garagens no início da tarde.

Segundo informações preliminares, o grupo aderiu a um plano de demissão voluntária desenvolvido pela Sogal em agosto de 2020. Na época, a negociação contou com a participação do Sindicato dos Rodoviários de Canoas.

O grupo está erguendo cartazes na frente da empresa e solicitando seus direitos, e está impedindo que os ônibus saiam da garagem.

Na ocasião, ficou acordado que os trabalhadores demitidos receberiam parcelas da rescisão no dia 30 de cada mês. Porém, em dezembro, houve atraso nos pagamentos e a parcela de janeiro ainda não foi paga.

No final de 2020, houve uma greve dos rodoviários da Sogal devido à falta de pagamento de benefícios. A paralisação terminou após intervenção do Tribunal Regional do Trabalho e apoio financeiro da prefeitura de Canoas.