Foto: Divulgação

O prefeito Jairo Jorge sancionou na última segunda-feira (19) a lei que estabelece o programa Canoas Juro Zero. O objetivo é promover a inclusão e facilitar o acesso de microempresas a serviços financeiros, com menor burocracia na liberação de crédito.

Leia mais notícias de Canoas

O projeto vai beneficiar 5.500 empresas, divididas em 3 mil Microempreendimentos Individuais (MEIs), e 2,5 mil microempresas, sendo 500 operações para empresários do setor de eventos. O prefeito destacou que o Canoas Juro Zero deve auxiliar na retomada da economia da cidade. “A Prefeitura vai facilitar o acesso às operações de crédito para essas empresas que sofreram com restrições impostas pela pandemia. Com isso, aproximadamente R$40 milhões serão injetados na economia de Canoas”, enfatizou.

A iniciativa consiste em subsidiar os juros do financiamento de microcrédito adequado e concedido por instituição financeira, visando o incentivo da retomada da economia local, com o fortalecimento econômico dos empreendedores de Canoas. O secretário de Governança e Enfrentamento à Pandemia, Felipe Martini, destacou a importância da iniciativa. “O Juro Zero é um programa inovador. Serão aproximadamente 6 mil empresas beneficiadas. 500 operações serão específicas para aquelas empresas que atuam no ramo do entretenimento, que atualmente é um dos setores mais prejudicados pela pandemia”, explicou.

O subsídio é destinado para empresas com sede em Canoas, com no mínimo dois anos de existência e faturamento de até R$360 mil por ano. Os pedidos de adesão ao programa serão feitos por meio dos canais oficiais da Prefeitura, submetidos à análise e aprovação do Conselho do Fundo Extraordinário de Crédito Emergencial. 10% do total de operações serão destinadas a microempreendedores individuais e microempresas que comprovem restrições de crédito nos últimos 12 meses. O pagamento das operações pode ser feito em 24 meses, com 60 dias de carência.

As inscrições iniciam nesta terça-feira (20), às 12h, através do site da Prefeitura de Canoas, e vão até às 23h59 do dia 3 de maio.