Foto: Pedro Shein/PMC

Patrícia Augsten

Bom dia, canoenses. Hoje, amanheço com 82 anos e um misto de sentimentos toma conta de mim. Alegria, de um lado, por comemorar mais um ano de vida com vocês e grata por ter tanta força e amor para continuar oferecendo o melhor para meus filhos e filhas. De outro, como não poderia ser diferente, triste com o pior momento da minha história.

Receba as notícias de CANOAS pelo WhatsApp

Lembro, até hoje, daquela sexta-feira de abril de 2020, quando meu primeiro filho me deixou, lá do bairro Harmonia, vítima da Covid-19. Desde então, temos travado uma batalha, lado a lado, para enfrentar, juntos, esta pandemia, com força e esperança.

Tenho lutado bravamente para não perder mais meus jovens, idosos, mulheres, trabalhadores, enfim, meus canoenses. Tenho trabalhado incansavelmente para oferecer, a cada um de nós, um futuro melhor e uma cidade cada vez mais acolhedora para todos que, aqui, lutam e se dedicam.

São 82 anos de muitas conquistas. Quem tem a minha idade ou próxima dela tem acompanhado todas as nossas evoluções. Uma Canoas que, hoje, destaca-se em diferentes frentes e que passou de uma cidade dormitório para ser uma escolha de vida de muita gente.

No meu aniversário, quero agradecer a cada um de vocês, que têm lutado tanto ao meu lado. Agradeço, de forma especial, aos profissionais da saúde por seus esforços para salvar cada um de seus irmãos.

Peço a São Luís, nosso Padroeiro, ao nosso bom Deus, que derrame suas bençãos sobre cada um de nós. Que possamos seguir firmes, unidos e com esperança. A vacina está chegando para todos e, tenho certeza, que nos meus 83 anos, poderemos nos abraçar novamente.

Hoje, minha forma de abraçar cada um de vocês é agradecendo, pelo esforço, pela luta, pela coragem e, acima de tudo, por não abandonarem uns aos outros. Que a solidariedade, o amor e o acolhimento continuem sendo a marca de cada um de nós, canoenses.

A saudade de quem perdi está grande, a dor no coração permanecerá para sempre. Mas, a esperança num futuro melhor me acalenta e me dá forças.

Meus filhos, continuem se cuidando, usem máscara, evitem aglomerações, preservem suas vidas.

Com amor, Canoas.

(Por Patrícia Augsten, jornalista, mestra e doutoranda em Comunicação; canoense por opção e de coração).