Foto: Divulgação

A fatura da conta de luz vai chegar mais cara em julho. A taxa adicional cobrada em função da bandeira vermelha patamar 2 subiu 52%. Essa foi a decisão a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta terça-feira (29). O preço, no entanto, ainda pode aumentar a partir de agosto.

Leia mais notícias de CANOAS

Na prática, o valor de 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos passa de R$ 6,24 para R$ 9,49 na bandeira vermelha patamar 2, vigente no estado. Isso não significa um aumento total na fatura e sim um aumento na taxa, cobrada em cima dos quilowatts consumidos. Conforme o diretor da agência, Sandoval Feitosa, esta é a pior crise hídrica dos últimos 90 anos.

Porém, a Aneel pretende rever os parâmetros utilizados para os próximos meses. Como as usinas termelétricas precisaram entrar em funcionamento em função da seca de água, o cálculo para pagar a conta é de que deveria subir R$ 12 para cada 100 quilowatts-hora (kWh).