Foto: Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), afirmou neste sábado (24) para apoiadores que o país teria menos mortes se ele tivesse coordenado o combate ao coronavírus. Ele também falou sobre o chamado tratamento precoce e a Coronavac.

Leia mais notícias desta segunda

A crítica do Presidente da República é sobre como os governadores agiram nos estados e as interferências do Supremo Tribunal Federal (STF). Na opinião do STF, no entanto, as interferências do poder Judiciário e dos estados não retiram a responsabilidade do Presidente na condução do processo.

Para um grupo em frente ao Palácio do Planalto, Bolsonaro voltou a defender o tratamento precoce. “Quando você fala em tratamento inicial, a obrigação do médico é buscar minimizar o sofrimento da pessoa. E o tratamento off label. Uma parte considerável de remédios foram descobertos por acaso”, disse.

Ele também colocou em dúvida o efeito do imunizante produzido no Brasil. “Agora qual país do mundo faz acompanhamento de quem tomou vacina? Tem gente que está sofrendo efeito colateral, o que está acontecend