Foto: Brigada Militar/Ilustrativa

Um homem de 37 anos foi denunciado pelo Ministério Público por ter participado do assalto na residência do próprio pai que é gerente de um posto de combustíveis. O crime aconteceu em 28 de julho, no Centro de Santa Maria.

Receba as notícias de Agência GBC no WhatsApp

Nove pessoas foram denunciadas pelo MP. Quatro pessoas foram presas em flagrante no momento em que tentavam praticar o assalto. Conforme a investigação da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil, o filho da vítima seria o autor intelectual do crime.

Segundo a investigação, ele admitiu a autoria durante seu depoimento. O filho da vítima seria responsável por receber o carro três dias antes e entregá-lo aos quatro criminosos no dia do assalto. Ele também teria dado uma espécie de sinal ao quarteto. 

Os denunciados devem responder por tentativa de assalto, associação criminosa, receptação e adulteração de sinal identificador de veículo, já que o carro que era usado pelo quarteto era roubado e estava com placas clonadas.

Como foi o assalto

Com o pretexto de dar um “oi” ao pai, ele teria deixado o portão aberto ao sair. Logo após, quando iriam cometer o crime, os quatro assaltantes foram presos pelos policiais civis que estavam de campana. A Polícia Civil já tinha a informação de que o assalto tinha sido planejado e seria executado.

O filho da vítima alegou que foi coagido a organizar o assalto por um dos criminosos que está preso em Montenegro, com o qual teria dívida por drogas. A prisão dele foi solicitada pela polícia, mas como não tinha antecedentes, tem residência e trabalho fixos e confessou o crime, foi negada pela Justiça.