Foto: Otávio dos Reis

O Grupo CCR anunciou nesta terça-feira (14) que tem interesse em comprar a Trensurb no processo de licitação que está sendo planejado pelo Governo Federal para privatizar a estatal. Conforme o CEO da empresa, Marco Cauduro, o planejamento é que em 2022 ocorra um investimento agressivo, de 98% do capital do grupo, em mobilidade urbana.

No Rio Grande do Sul há quase três anos, a CCR Via Sul é quem administra a Freeway, BR-448, BR-101 e BR-386. Foi quem assumiu a BR-290 após sete meses sem cobrança de pedágio em função da quebra de contrato com a Triunfo Concepa.

Receba as notícias pelo WhatsApp

Mas o grupo vem ampliando suas áreas de atuação nos últimos anos. Além de responsáveis pela gestão do aeroporto de Belo Horizonte, venceu o leilão para administrar outros três aeroportos no Rio Grande do Sul: Bagé, Pelotas e Uruguaiana. O braço que cuida desta operação é a Companhia de Participações em Concessões (CPC). 

Agora, o interesse se volta para o Trensurb, que conecta Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo em seus 43 quilômetros de extensão. Os estudos começaram em 2020 e devem ser concluídos em março de 2023. Se isso acontecer, este pode ser um dos temas que vai movimentar as eleições de 2022 no Rio Grande do Sul.