Foto: divulgação

Após filiação ao Podemos na quarta-feira (10), o ex-juíz e ex-ministro Sérgio Moro passou a figurar no terceiro lugar nas intenções de voto, segundo pesquisa divulgada pela Ponteio Política. Em todos os cenários, ele aparece com mais de 10%.

Moro ainda está atrás do atual presidente Jair Bolsonado (sem partido) e do ex-presidente Lula (PT), que lidera o ranking. O petista chega a 39% no melhor cenário, seguido por Bolsonaro (26%) e por Moro (13%). Depois está João Doria (4%), Luiz Henrique Mandetta (3%) e Simone Tebet (2%).

Receba as notícias pelo WhatsApp

O ex-juiz passou também está a frente de Ciro Gomes, quando este é analisado no mesmo cenário. Ciro aparece em quarto lugar, com 9%. Neste mesmo contexto, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), figura com 2%.

Na pesquisa sobre votos para o segundo turno, Lula vence em todos os cenários. Conforme a Ponteio Política, Jair Bolsonaro também perderia em todos os cenários, mesmo contra Joao Doria e Ciro Gomes. O atual governo é avaliado como ruim ou péssimo por 55% dos entrevistados. Bolsonaro também lidera o índice de rejeição, com 61%.

Ele é seguido por João Doria, com 52% de rejeição. Logo atrás vem Sérgio Moro, com 47%. Ciro Gomes tem 45% e Lula 43%. Eduardo Leite é o que menos tem rejeição, com 39%, mas o índice de pessoas que não o conhecem é de 44%.

Moro em Porto Alegre

No dia 4 de dezembro, o PODEMOS do Rio Grande do Sul realizará a sua primeira convenção estadual. Além da expectativa de contar com a presença de mais de mil filiados em Porto Alegre, local onde acontece a convenção, estão confirmadas as presenças da presidente nacional da sigla, a deputada federal Renata Abreu (SP), do líder do partido no Senado, senador Álvaro Dias (PR), e do ex-ministro Sergio Moro. Eles serão recepcionados pelo o Senador Lasier Martins e pelo Presidente Estadual do Partido, Everton Braz. 

Na ocasião, diversas lideranças de diversas regiões do estado assinarão suas fichas de filiação ao partido e darão largada às pré-candidaturas à Assembleia gaúcha e à Câmara dos Deputados, entre eles o vereador Mauricio Marcon, de Caxias do Sul.  A direção também conta com a filiação do deputado federal Mauricio Dziedricki, de saída do PTB.