Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Receba as notícias de Agência GBC no WhatsApp

A Polícia Civil segue investigando a morte de Lourdes Clenir Oliveira Melo de 48 anos. A cabelereira de Estância Velha, no Vale do Sinos, estava desaparecida desde o último domingo (9). A mulher foi encontrada morta na cidade de Içara, no Sul de Santa Catarina na quarta (12).

De acordo com a polícia, o corpo estava dentro do porta-malas de um Corsa preto nas margens da BR-101. Os investigadores afirmam que o ex-namorado da mulher é tido como principal suspeito do crime. Ela tinha uma medida protetiva contra o homem, mas testemunhas relataram que ele seguia rondando a casa da vítima.

O suspeito do crime, segundo a investigação, é o caminhoneiro Léu Vieira de Moura de 55 anos. Os policiais suspeitam que Léu tenha fugido em direção ao Paraguai. Isso, porque ele tem antecedentes por tráfico internacional de drogas. O caminhoneiro chegou a ser preso por transportar entorpecentes do Paraguai por Foz do Iguaçu.

Entenda o caso

Vizinhos relataram para a polícia que na manhã da última segunda (10) alguém saiu da casa da cabelereira usando o carro dela, mas eles não conseguiram identificar o motorista. Além disso, testemunhas também contaram para os policiais que ouviram gritos dela vindos da residência, onde a mulher morava sozinha. No local, foram encontrados rastros de sangue, objetos quebrados e o espelho retrovisor do carro caído no chão.

Os investigadores apuraram que Lourdes descobriu, em dezembro, uma traição do acusado e terminou o relacionamento. Após agressões e ameaças, o homem chegou a ser preso, mas foi solto pela Justiça. Depois, a mulher ganhou medida protetiva.