Foto: Gustavo Garbino

Para Tiago José Lima Goulart, 37 anos, o Canoas do Bem representa o impulso para a abertura de uma cooperativa de reciclagem de lixo. “É preciso evoluir junto com a cidade”, destaca o morador do Guajuviras que, durante seis anos, trabalhou como condutor de carroça pelas ruas da cidade e agora vai contar com o triciclo fornecido pela Prefeitura de Canoas. Na manhã desta quinta-feira (24), em frente ao Paço Municipal, outros quatro ex-condutores de carroças, selecionados pela iniciativa, receberam a entrega dos veículos para o trabalho de reciclagem.

Até o final da próxima semana, a Secretaria Especial de Bem-Estar Animal (SEBEA) pretende entregar 40 triciclos do Canoas do Bem, projeto que prevê o fim definitivo das carroças na cidade. Desenvolvido em conjunto com as secretarias da Cidadania e do Meio Ambiente, o programa tem o objetivo de promover a inclusão social, geração de renda e a proteção animal. Além dos triciclos, o Canoas do Bem fornece ajuda financeira de R$ 300,00, auxílio transporte de R$ 96,00, cestas básicas e cursos de qualificação. Em troca, os contemplados precisam entregar a carroça e o animal. O condutor que descumprir a lei poderá levar multa e ter o animal e a carroça apreendidos.

“Estamos materializando todo esse trabalho e esforço para cumprirmos a lei, que estabelece o fim da circulação das carroças na cidade, e desenvolvermos um programa que concilia o bem-estar animal com a política social”, destaca o prefeito Jairo Jorge. O secretário municipal de Bem-Estar Animal, Gabriel Gonçalves, lembrou que o Canoas do Bem vai marcar o fim da exploração animal. “É um processo que estamos construindo para uma nova cultura na cidade. Sabemos que contemplados dependem da reciclagem de resíduos sólidos e por isso, em parceria com o Meio Ambiente, vamos oferecer cursos de qualificação. Mas, ao mesmo tempo, o projeto evita os maus tratos aos animais”.

Cursos de capacitação começam em março

De 7 a 11 de março, está prevista a Capacitação Ambiental – Agentes de Reciclagem. O curso aborda resíduos recicláveis, observando as políticas públicas de educação ambiental. A formação terá carga horária de 20 horas. Os selecionados do Canoas do Bem, que participarem, vão garantir o recebimento de 20 passagens de ônibus e de uma cesta básica por seis meses, podendo ser prorrogado por mais seis.

Depois de 22 anos, Andréia Machado Nascimento, 45 anos, vai deixar de conduzir a carroça para pedalar um triciclo e realizar a reciclagem do lixo. “Eu já estava pensando em deixar o trabalho com a carroça e o Canoas do Bem representa uma ótima oportunidade para essa mudança”, conta.

Moradora do Bairro Harmonia, Andréia sonha em fazer cursos de qualificação para trabalhar como cuidadora de idosos ou creche. “Até lá, quero aproveitar o curso de reciclagem que a Prefeitura está oferecendo para qualificar esse meu trabalho. Também gostaria de pedir para a comunidade separar direitinho o lixo. Facilitaria muito para todos nós e ao meio ambiente”.

Legislação

A Lei 6.164, de 2018, estabeleceu um prazo de dois anos para que os veículos de tração animal fossem proibidos de circular na cidade. No entanto, a legislação por si só não foi suficiente para garatir a libertação dos cavalos e a proteção social dos condutores. A nova legislação, que institui o programa Canoas do Bem, foi aprovada pela Câmara de Vereadores em 28 de outubro de 2021 e tem o objetivo de promover a inclusão social, geração de renda e a proteção animal.