Foto: Polícia Civil/Divulgação

Siga a Agência GBC no Instagram

Chega a 14 o número de criminosos presos durante a Operação Pegasus deflagrada pela Polícia Civil nesta quarta-feira (22). A ação contra traficantes de duas facções criminosas acontece em Canoas, Cachoeirinha, Eldorado do Sul, Alvorada, Santa Vitória do Palmar, Porto Alegre e Chuí.

A ofensiva mira o esquema de lavagem de dinheiro utilizado pelas facções. Os criminosos tinham o objetivo de pulverizar ao máximo a distribuição dos recursos obtidos com a venda de drogas. Além disso, a investigação também descobriu orientações dos criminosos para laranjas investir em empresas reais e não montar estabelecimentos de fachada para dificultar o rastreamento.

Com a quebra de sigilo bancário obtida pela polícia, o Denarc chegou ao montante de R$ 347,8 milhões movimentados pelas facções entre 2019 e 2020. Grande parte desse dinheiro saia do Rio Grande do Sul para São Paulo, onde ele era repassado para contas bancárias e empresas de outros oito Estados. Após esse processo, ele voltava para os traficantes já com o acréscimo de comissões e rendimentos.

Conforme a Polícia Civil, mais de 400 policiais seguem nas ruas cumprindo 502 ordens judiciais, sendo 21 de prisão, 63 de busca e apreensão, além dos de apreensão de imóveis, veículos e bloqueios de contas bancárias. Além do Rio Grande do Sul, a ofensiva também é realizada em Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás, Salvador, Rondônia e Amazonas.