Siga a Agência GBC no Instagram 

Um homem foi preso em flagrante pela Polícia Civil acusado de matar o filho de um ano e oito meses. Ele foi capturado horas depois da criança dar entrada na UPA de Primavera do Leste, no Mato Grosso. 

Segundo a investigação, a equipe médica da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) desconfiou do caso mesmo sem ter encontrado lesões aparentes no corpo do menino. Na delegacia, o pai do menino contou que o casal acordou cedo para levar o menino para creche, percebeu que o filho havia enrolado o carregador do celular no pescoço. 

Em seguida, ele relata que teria desenrolado o fio, e verificado que a boca da criança estava roxa, sem respiração e sem pulso, e começou o processo de reanimação do filho, que em seguida foi encaminhado para UPA.

Laudo pericial 

Conforme a polícia, a necrópsia apontou que a criança apresentava sinais de asfixia por obstrução das vias aéreas e lesões na parte interna da cabeça e hemorragia no cérebro, que podem ter sido provocadas por instrumento contundente ou movimentação retida drasticamente da cabeça da vítima.

O pai, ainda de acordo com a Polícia Civil, foi enquadrado por homicídio qualificado.