Jovem mata namorada a facadas após ler mensagens no celular dela | Agência GBC
22.9 C
Canoas
09 de dezembro de 2022

Jovem mata namorada a facadas após ler mensagens no celular dela

O suspeito contou aos policiais que leu mensagens relatando uma traição

Siga a Agência GBC no Instagram

Um jovem de 21 anos matou a namorada, também de 21, a facadas, após crise de ciúmes depois de ler mensagens no celular da vítima. O caso aconteceu em Belo Horizonte na última quarta-feira (31). Maria Clara Oliveira Soares foi achada pela irmã na cama do casal, completamente ensanguentada. As informações são do portal O Tempo e de O Liberal.

O suspeito foi preso pela Polícia Militar (PM) horas depois na casa de sua mãe e levado para o hospital após apresentar ferimentos de faca no pescoço feitos por ele mesmo. Ele ainda tentou se matar depois do crime que aconteceu em Ferros, cidade da região Central de Minas Gerais.

Na delegacia

O jovem contou que durante a noite, pegou o celular da companheira e viu mensagens que, para ele, comprovariam uma traição. Indignado com a possível infidelidade, ele teria pegado um canivete e desferido golpes no próprio pescoço, quando Maria Clara acordou e tentou retirar a faca de suas mãos, enquanto negava qualquer traição. Neste momento, ainda segundo a versão do rapaz, a mulher teria puxado o canivete de suas mãos e acabou sendo atingida.

Em seguida, o homem alegou que teria tentado estancar o sangramento da namorada, mas, ao perceber que o ferimento era muito grande, saiu da casa. O rapaz disse ainda que ao deixar a residência, se jogou de uma ponte mas que não se feriu e, em seguida, tentou se afogar, mas acabou desistindo, pegando uma bicicleta que estava na rua e seguindo para a casa de sua mãe.

Mãe assustada

A mãe do suspeito contou aos militares que o filho chegou no início da manhã, completamente ensanguentado, e dizendo que tentou suicídio e teria ferido a namorada, que provavelmente tinha morrido. Assustada, ela ligou para um policial militar aposentado e pediu que ele fosse até a casa da nora para verificar a situação. O ex-militar pulou o muro da casa e se deparou com a irmã da vítima, que disse não ter visto nada de anormal. Eles foram então, até o quarto, onde encontraram a jovem ferida. Um médico foi ao local e acabou constatando que Maria Clara já estava morta.

Investigação

Ainda conforme a PM, a irmã da vítima contou que há cerca de duas semanas os dois tinham terminado, porém, três dias depois, reataram o relacionamento e estariam bem.

A perícia da Polícia Civil esteve no local para fazer os levantamentos iniciais, constatando que Maria Clara sofreu dois cortes profundos na região do pescoço e outros, mais superficiais, em outras partes do corpo. A PM verificou que não existia qualquer registro passado de violência doméstica envolvendo o casal.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!