Líderes de facção serão transferidos para presídios fora do RS

A maioria integra três organizações criminosas que estão disputando territórios para venda de drogas em todo o Rio Grande do Sul

Foto: Rodrigo Ziebell/SSP

Siga a Agência GBC no Instagram

A onda de violência que atinge a Região Metropolitana de Porto Alegre, causada por disputa de território entre facções, motiva a Segurança Pública do Rio Grande do Sul a transferir 25 integrantes de facções criminosas para penitenciárias de alta segurança. Ao menos 15 detentos devem ser enviados nos próximos dias para prisões federais em outros Estados, e outros 10 para um regime disciplinar diferenciado na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc).

São líderes de facções e presidiários de alta periculosidade. A maioria integra três organizações criminosas que estão disputando territórios para venda de drogas em todo o Rio Grande do Sul: uma com base no Vale do Sinos, outra no bairro Bom Jesus, zona leste da Capital, e outra na Grande Cruzeiro, Zona Sul.

Desde o último domingo (4), ao menos 15 pessoas foram mortas em confrontos ou ataques na Região Metropolitana.